Por que vale a pena investir em plano de saúde para empresas?

Você sabia que o plano de saúde empresarial é um diferencial competitivo no mercado de trabalho, e também um dos benefícios mais desejados pelos colaboradores? Ter assistência médica se tornou uma das maiores prioridades nos últimos anos, tanto que as operadoras de planos de saúde registraram mais de 1 milhão de adesões entre 2020 e 2021, impulsionadas pela Covid-19.

Pensando nisso, neste artigo explicamos como funciona um plano de saúde para empresas, e porque o benefício deve ser considerado um investimento para sua empresa.

Como funcionam os planos de saúde para empresas

Considerado uma tendência em benefícios corporativos, o plano de saúde é hoje o mais desejado pelos colaboradores. O convênio, que proporciona acesso a vários serviços de saúde da rede privada, também pode ser muito vantajoso para a empresa porque melhora a sua competitividade no mercado de trabalho, e ajuda na atração e retenção de talentos.

Regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o benefício ainda é uma excelente ferramenta para cuidar da saúde do colaborador pois oferece serviços de assistência médica, exames laboratoriais, consultas e internações. Além disso, o plano pode ser estendido a familiares, colaboradores temporários e até mesmo aposentados.

O que diz a lei sobre o benefício?

Pela Lei, nenhuma empresa é obrigada a oferecer plano de saúde para seus colaboradores, mas quando faz a contratação deste tipo de benefício, dependendo da situação, todos os colaboradores devem ser incluídos, como é o caso da modalidade compulsória, na qual só podem ficar de fora quem já tem outro convênio, seja da mesma operadora ou não.

Por outro lado, se a empresa contratar o plano de saúde de livre adesão, as regras são mais flexíveis porque ele pode ser direcionado para um grupo específico sem a obrigação de incluir todos os colaboradores. Neste caso, a pessoa pode decidir se quer aderir ou não ao plano de saúde da empresa, o que permite maior flexibilidade.

Outro ponto importante, segundo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), fica permitido desconto em folha de pagamento para uso do plano, mas ele não pode exceder 70% do rendimento bruto do colaborador, e não pode ser feito separadamente, devendo ser somado aos demais benefícios.

Quanto ao desconto de coparticipação, o colaborador não pode pagar mais do que 12 meses de utilização considerando o período anual, e o desconto se limita a 30% do salário.

Tipos de plano de saúde para empresas

Atualmente, o plano de saúde empresarial pode ser oferecido aos colaboradores de duas formas diferentes. São elas:

Integral: quando a companhia assume todos os custos e o colaborador não precisa desembolsar nenhum valor ao usá-lo.

Coparticipação: quando a mensalidade do plano e/ou eventuais custos referentes ao uso dele são divididos entre o empregador e o empregado.

Principais vantagens do plano de saúde para empresas

De modo geral, o plano de saúde para o colaborador traz várias vantagens para a empresa, especialmente quando há a oferta de telemedicina, que é uma das principais inovações dos últimos anos.

Basicamente, a telemedicina consiste na entrega de alguns serviços de saúde à distância como consultas e laudos, o que ajuda a otimizar o tempo do colaborador. Mas, ainda há outras vantagens que mesmo um plano de saúde básico pode trazer. São elas:

• Melhoria da produtividade

• Competitividade no mercado

• Satisfação dos colaboradores

• Redução do turnover

• Dedução nos impostos

• Controle do absenteísmo

E, como escolher o melhor plano de saúde para sua empresa?

Mas, agora que já vimos porque vale a pena investir em um plano de saúde para empresas, há alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração na hora de escolher a melhor opção.

Custo: como os valores mudam de uma operadora para outra, o ideal é pesquisar quais são as melhores opções do mercado, conhecer as suas condições, simular e comparar preços para ver qual tem o melhor custo benefício.

Abrangência: como existe abrangência local, regional e nacional, é preciso avaliar qual atende melhor seus colaboradores. No caso de empresas com colaboradores que viajam muito, um plano com abrangência local pode deixar a desejar.

Cobertura: no geral, todo plano de saúde oferece algumas coberturas obrigatórias, mas ainda assim é importante confirmar com a operadora tudo que ela oferece, para não ser pego de surpresa quando o colaborador sofrer algumas negativas.

Perfil dos colaboradores: para encontrar o melhor plano de saúde para a empresa, é fundamental conhecer o número de colaboradores, a faixa etária, estado civil, e se eles têm muito dependentes, informações que podem impactar nos custos.

Carência e Reajuste: mesmo que todos os outros detalhes já tenham agradado, há um último ponto a observar, como funcionam as carências e também os reajustes, porque eles podem dar dor de cabeça se não estiverem bem esclarecidos.

Como a Mudar Investimentos pode ajudar a dar mais qualidade de vida ao colaborador?

Para empresas que buscam investir na qualidade de vida dos colaboradores, nosso plano é uma ótima alternativa, porque ajuda a controlar as finanças e a reduzir o estresse financeiro, considerado uma das maiores causas de absenteísmo nas organizações, e também um dos problemas que levam as pessoas à outras doenças.

Para saber mais, entre em contato, e veja como a solução pode ajudar sua empresa.

Receba informações, novidades e conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail:

Obrigado pela inscrição!
Oops! Algo deu errado.
Tente novamente!
Veja todos os posts
Obrigado pela mensagem!
Em breve retornaremos!
Oops! Algo deu errado. Tente novamente!