Financiar agora ou poupar para comprar à vista no futuro?

15/5/2021
Financiar agora ou poupar para comprar à vista no futuro?

A vida adulta chegou e está na hora de escolher um imóvel, aí surge aquela dúvida: financiar agora ou poupar para comprar à vista? Nesse caso, a escolha diz mais sobre seu momento financeiro, se você já tem dinheiro guardado, se pode pagar à vista ou não.

Existe ainda, outra maneira e que pode servir para os dois casos, seja compra futura ou financiamento. Investir, aplicar e deixar o dinheiro render pode ser algo muito proveitoso, se já tiver algo guardado, aplicá-lo vai render bastante.

Antes de decidir algo, você precisa analisar, pois cada um tem suas vantagens, seja a compra futura ou até mesmo financiar um imóvel agora.

O financiamento é uma alternativa para se livrar de aluguéis, pois pagando um aluguel você não tem retorno, financiando sim. Já poupar para uma compra futura é a melhor escolha se você já tem um aporte financeiro e conhecimento para fazer um investimento certeiro.

Comprar à vista: qual o benefício?

Quando o assunto é comprar à vista, o principal benefício é não ter que pagar juros abusivos para banco e construtora. Dessa maneira, você valoriza o seu dinheiro e conhece até uma negociação mais justa, desde que saiba o momento certo de tentá-la.

Mas, para tal, você precisará de uma boa quantia, coisa que sem planejamento, não terá. Para quem pensa em comprar à vista, investir o seu dinheiro, por mais que seja pouco, o faz render por meio de juros compostos.

Desse modo, você pode juntar uma boa quantia em espécie e realizar o pagamento do seu imóvel de uma só vez. Assim, não tem que pagar juros e não tem dívida por anos, mas precisará investir o seu capital no início.

Financiamento: qual o benefício?

Falando sobre financiamento, ele é feito quando a pessoa sonha em ter um imóvel, mas não pode comprá-lo de uma vez. Nesses casos, o banco emprestará dinheiro para você comprar o imóvel, e o comprador pagará o dinheiro no futuro, com correções, taxas e juros.

Assim sendo, a melhor dica nesse caso é procurar conhecer as taxas de juros de cada banco que oferece financiamento. Dessa maneira você pode escolher a melhor taxa de juros disponível, não tendo que pagar um valor muito mais alto do que o imóvel.

Os benefícios de quem financia um imóvel são inúmeros: compra imediata, se livrar do aluguel e ter sua própria residência. Aliás, se livrando do aluguel você pode reverter esse dinheiro em algo que trará retorno, no caso a parcela da sua casa.

Entretanto, isso não se aplica em imóveis na planta, pois o valor do aluguel é somado ao valor das parcelas do imóvel. Dificultando assim a vida do comprador, que tem que pagar por, basicamente, duas casas ao mesmo tempo.

Outro ponto positivo é congelar o preço do imóvel, por mais que ele suba de preços, as parcelas são sempre as mesmas. Porém, se desvalorizar, você perde a chance de comprar o imóvel por um valor mais em conta.

Financiamento com FGTS

Uma dica muito válida para quem está pensando em financiar um imóvel é usar o seu FGTS para isso. Ele pode ser usado quando se financia, faz consórcio ou até mesmo em casos de compras de imóvel, mas, tem algumas regras.

Em casos de compra, o valor do FGTS tem que ser suficiente para quitar o imóvel, o que acaba sendo difícil. Para financiamentos, pode ser usado para compor a entrada, amortizar o valor ou pagar algumas parcelas do imóvel.

Vale a pena trocar o aluguel pelo valor do financiamento?

Essa é para você que estava na dúvida entre financiar ou poupar para comprar á vista e acabou escolhendo o financiamento. Normalmente o valor que irá pagar na parcela do financiamento seria o mesmo valor da parcela mensal do seu aluguel.

Escolhendo o financiamento você tem a garantia de retorno futuro, já que o aluguel é pago pelo uso da casa. Dessa maneira, quando terminar o financiamento, a casa será sua, trazendo ganhos imediatos e também no futuro.

Os ganhos imediatos, nesse caso, é estar dentro de uma casa que você pode chamar de sua, mesmo que em partes. No futuro, poderá vender o imóvel, convertendo ele em capital e até lucrando com isso, já que o mercado imobiliário só cresce.

Por outro lado, financiar e ainda continuar pagando um aluguel não é nada benéfico, sendo assim, não financie na planta. Financiando na planta, você acabará pagando por duas casas, não pelos juros, mas por não ter a casa financiada ainda.

A não ser que você ainda more com os pais, ou esteja pensando em comprar um segundo imóvel. Nestes casos, o financiamento na planta é uma opção interessante. Afinal, os juros são mais baixos e, em alguns casos, eles nem existem.

Financiar agora ou poupar para comprar à vista?

Antes de tomar a decisão de financiar ou poupar para comprar à vista, coloque tudo na balança. Analise todos os prós e contras de cada uma dessas escolhas na sua vida.

Pagando à vista você terá menos complicações nos próximos anos, já que não terá parcelas a pagar. Mas, para isso terá que investir, fazer seu dinheiro render e esperar um pouco mais para realizar o sonho da casa própria.

Financiando, terá a casa agora, estará morando em algo que é seu e poderá ficar tranquilo no seu canto. Mas, terá alguns bons anos de parcelas pela frente, podendo pagar um valor muito acima do preço real do imóvel.

Nos dois casos é importante pensar bem, financiar ou poupar para comprar à vista não é fácil. Porém, existem bons investimentos para os dois casos, como, por exemplo, investimento pré e pós fixado no tesouro direto.

Planejamento e disciplina são extremamente necessários

Sim, planejamento e disciplina são mesmo necessários, seja no financiamento ou no pagamento à vista.

Se optar por pagar à vista o imóvel, terá que manter as contas sempre em dia, sempre sob controle. O motivo é simples: terá que economizar para investir, fazer seu dinheiro render e trabalhar para você.

Para isso, estabeleça uma meta viável de investimento, se comprometendo a investir aquele valor todos os meses. Dica: quando receber, “pague” o seu investimento primeiro, assim não tem chance de gastar aquele dinheiro com coisas desnecessárias.

Já, se optou por financiar as dicas são basicamente as mesmas: se controle, corte gastos desnecessários e pague seu investimento. Mantenha a disciplina e o controle das contas, será difícil, mas bem recompensador no final.



Gostou do conteúdo?

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão todos os nossos conteúdos e novidades.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Você também vai querer ler: