Dicas para começar a investir no exterior

31/5/2021
Dicas para começar a investir no exterior

Se você considera que chegou a hora de começar a investir no exterior, é fundamental que conte com dicas de quem já tem experiência neste tipo de transação. Isso porque um dinheiro mal investido, ainda mais fora do Brasil, pode trazer grandes prejuízos e transtornos.

No entanto, para você não passar por nada disso, separamos 5 dicas essenciais para se atentar ao começar a investir no exterior.

Primeiramente, você terá acesso ao esclarecimento das principais dúvidas sobre investimentos no exterior. Em seguida, você confere 5 dicas que irão lhe ajudar muito a começar a investir!

Principais dúvidas de quem pretende começar a investir no exterior

A seguir, você esclarece as questões mais comuns de quem está no começo!

Investir no exterior é para mim?

Eis uma das maiores dúvidas. Isso porque se as pessoas já ficam receosas de investir no Brasil, imagine fora do país...

No entanto, ao contrário do que muitos pensam, não é preciso ter muito mais dinheiro para investir no exterior do que se tem para investimentos no Brasil – embora quem invista no exterior seja conhecido como “investidor qualificado”.

Por outro lado, a partir de R$ 300,00 já é possível fazer um investimento fora do país. Portanto, se você dispõe e deseja investir a partir desta quantia, você tem, sim, condições de investir no exterior.

Mas, quais as vantagens de investir em outro país e não apenas no Brasil?

Primeiramente, vale esclarecer que a economia brasileira depende das variações do mercado financeiro exterior. Assim, mesmo investindo apenas no Brasil, o seu investimento está, da mesma forma, sujeito ao cenário de fora, concorda? Portanto, existem riscos em investir no Brasil ou no exterior...

E há, é claro, as vantagens de apostar em investimento fora do país. A principal vantagem é que se você investir no exterior, mesmo estando sujeito às alterações financeiras, estará fazendo um investimento em moedas que são mais fortes. Por exemplo, o dólar.

Dessa forma, mesmo com as variações, se você vier a passar por desvalorização no investimento, ele será menor. Igualmente, se obter bons resultados investindo fora do país, os ganhos serão em moeda estrangeira, portanto, mais altos.

Eis uma importante vantagem de optar pelos investimentos no exterior, não é mesmo?

Além disso, investir no exterior proporciona mais diversificação de tipos de investimentos. Isso porque, vamos dizer que o Brasil ainda caminha nas carteiras de investimentos, ao contrário de países que atuam em dólar e euro e que possuem mais anos no setor de investimentos.

Assim, as agências de investimento no exterior, por exemplo, costumam oferecer mais opções de carteiras para quem quer investir no exterior. Além disso, também oferecem tipos de investimento para pessoas mais ou menos conservadoras.

Dicas importantes para começar a investir no exterior

Investir no exterior não é, necessariamente, algo muito diferente de se investir no Brasil. Mesmo assim é fundamental algumas dicas.

  1. Procurar um especialista

Busque por agências, bancos, profissionais, assessorias que entendam de investimentos no exterior. Isso é importante, pois sempre é um risco começar sozinho.

Esclareça todas as suas dúvidas em relação a investir no exterior. Por exemplo:

  • Qual é o seu perfil de investidor;
  • As possibilidades de ganhos e perdas;
  • Como agir quando o investimento não estiver oferecendo vantagens;
  • Quais as melhores carteiras, etc.
  1. Ter uma conta corrente no exterior

Sem ter uma conta corrente no exterior ou uma no Brasil que também opere gora do país, fica praticamente impossível investir fora. Aliás, cuidado ao contratar contas de terceiros no exterior.

Além de correr risco de golpe, você tem de pagar comissões para usar a conta da outra pessoa – o que pode ser bem desvantajoso.

É possível que demore um pouco mais para a sua conta corrente no exterior poder ser usada, entretanto, é melhor ter a sua, não acha?

Além disso, procure instituições bancárias confiáveis e reconhecidas no exterior. Cuidado com contas virtuais que oferecem a abertura de contas correntes em outro país sem exigir comprovação nenhuma.

3. Informe-se sobre a declaração

Investir no exterior exige que se faça a declaração aqui no Brasil. Portanto, veja como terá de declarar os investimentos feitos no exterior na sua Declaração de Imposto de Renda. No site da Receita Federal, por exemplo, você já encontra tais informações.

4. Escolher as melhores carteiras para investir no exterior

Ao esclarecer as suas dúvidas com especialistas e se informar antes, você já terá mais noção do que é melhor para o seu perfil de investidor. Assim, escolherá bem as carteiras ideais para os seus investimentos.

Tipos de investimentos no exterior

Agora, conheça um pouco mais sobre os investimentos mais escolhidos pelos brasileiros no exterior.

  • ETFs: trata-se da sigla de Exchange Traded Funds. Ou seja, em português, Fundos Negociados na Bolsa. É um fundo de investimentos no qual se reúnem diversos investidores. Assim, soma-se a quantia investida por todos eles.

Dessa forma, investir no exterior por ETF permite o investimento em diferentes carteiras simultaneamente, já que o capital está concentrado em apenas uma.

É uma forma de obter diversificação nos investimentos. Além disso, existe uma redução nos riscos de perdas.  

Enquanto isso, os ganhos dos ETFs são parecidos com os índices internacionais. E o que isso significa? Que investir no exterior em carteiras ETF permite contar com ganhos sem correr muitos riscos.

  • BDRs: é o Brazilian Depositary Receipts. Mas, como isso funciona?

Bem. São empresas internacionais que negociam na bolsa de valores do Brasil. Mas, isso não tira o caráter internacional do investimento, certo?

O investidor compra ativos desta carteira e pode investir no exterior. No entanto, tem a vantagem de não precisar procurar por corretoras fora do Brasil. Assim, é uma forma pouco trabalhosa de investir no exterior, em especial, para quem está começando.

  • COE: aqui, estamos falando dos Certificados de Operações Estruturadas. Eles têm a característica de investir no exterior permitindo a conciliação rendas fixas e rendas variáveis,

Dessa forma, com este tipo de investimento, tem-se a possibilidade de fazer negociações através de uma corretora brasileira, porém, sem deixar de contar com os benefícios do mercado internacional de investimentos.

  • Outras ações e ativos: além das opções apresentadas anteriormente para investir no exterior, é possível optar por certificados do tesouro ou muitas outras ações e ativos de fora do país. Mas, neste caso, estas modalidades de investimento são mais indicadas para perfis mais agressivos.

Saiba quanto você realmente vai precisar para investir

Como afirmamos no início, não é necessário ser milionário para investir no exterior. Para você saber quanto vai gastar para investir, basta entrar em contato com as corretoras internacionais e analisar as ofertas que elas passarem para você.

Cada corretora dispõe de um pacote específico de oportunidades, com diversos valores distintos, por isso é tão importante pesquisar sobre as corretoras antes de abrir a sua conta. Escolha sempre, o que é melhor para o seu perfil como investidor.

Esteja ciente dos riscos

Investir no mercado internacional, apresenta riscos como investir em qual outro lugar. Então estude sobre o assunto, conte com auxílio de profissionais na área, para que assim você possa reduzir a possibilidade de perdas e investir com mais segurança.

Busque também, sempre deixar uma reserva de emergência. Porque como você mesmo sabe, investir sempre oferece riscos e existem coisas nas quais ninguém é capaz de prever. Esteja atento, e busque ter alguma reserva.

Além disso, é interessante que você disponha de uma diversificação geográfica ao investir. Assim, se um mercado estiver em baixa, como acontece com o cenário brasileiro nesse momento em que a moeda está totalmente desvalorizada, você ainda tem a oportunidade de ter ganhos mais altos com a sua outra aplicação onde a moeda é mais forte, e o cenário econômico é mais equilibrado.

Estude os mercados onde deseja investir, diversifique seus investimentos, busque ajuda profissional e faça escolhas de acordo com seu planejamento, seus objetivos e seu perfil, assim você terá a oportunidade de se tornar um grande investidor.



Gostou do conteúdo?

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão todos os nossos conteúdos e novidades.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Você também vai querer ler: